Aproximando as crianças da leitura de forma lúdica

Projeto A Magia da Leitura, autorizado pelo Fundo de Apoio à Cultura (FAC), que será apresentado pelo tio André, visa promover a inclusão cultural e incentivar o público infanto-juvenil para a importância do hábito de ler

Através da mágica, Tio André mostrará a importância de ler. Foto: Divulgação

O Brasil vivencia há anos uma defasagem na educação das crianças e adolescentes, principalmente dos que não têm acesso a escolas da rede privada, com mensalidades altas para conseguirem estudar. Com isso, o projeto A Magia da Leitura, aprovado pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC), chega para ajudar a minimizar esse problema estrutural que ocorre também na capital do país.  Com a pandemia do novo coronavírus, o problema se agravou ainda mais. Sem aula presencial, devido ao alto índice de transmissão da covid-19, as pessoas que não tem condições de assistir as aulas pela Internet ficaram um ano e meio sem ter acesso à educação, piorando ainda mais o cenário.

A partir da próxima quinta-feira (19.8), o projeto começa a educar os estudantes da Escola Classe 19 de Taguatinga, às 10h10, Escola Classe de Vicente Pires, a partir das 14h30 e da Escola Classe 52 de Taguatinga, às 16h. Devido à pandemia, as apresentações ocorrerão de forma virtual.

O projeto A Magia da Leitura apresenta de forma lúdica um olhar sobre o circo e a arte da literatura, criados pelo mágico Tio André, a partir de um repertório de mágicas impressionantes que tem como objetivo principal promover a inclusão cultural e atrair o olhar e o despertamento do público infanto-juvenil para a importância do hábito de ler. Para tanto, o projeto prevê a sua realização em escolas públicas das cidades da macrorregião III do Distrito Federal.

“Iremos visitar oito escolas com apresentações de uma hora cada. Promovendo dessa forma, uma mudança substancial na no conceito e valorização dos indivíduos da arte cultural como elemento de criatividade e aprendizado”, destaca o produtor-executivo do projeto Luciano Monteiro Bezerra.

O mágico Tio André, responsável por ajudar as crianças a terem prazer, e até mesmo, a passarem a ter a leitura como hábito, conta a sua história e como o projeto pode ajudar o DF a ter mais proximidade à educação. “A mágica entrava nas escolas só no Dia das Crianças. É uma profissão, por vezes marginalizada nesse sentido, pois diziam que estamos enganando a criança. Nesse projeto, apresento um show diferente, onde o foco é a leitura e seus encantos. Por meio de contos e histórias mágicas, Tio André viaja pelo mundo da leitura e da ilusão. Usamos livros e a interatividade com os estudantes é o maior diferencial”, explica.

“Sempre acreditei que a forma lúdica é a melhor forma de a criança aprender. Elas aprendem de maneira mais fácil brincando e os adultos esquecem isso depois de um tempo. A criança grava melhor quando está feliz. Eu uso materiais didáticos, como livros, poesias com o cunho educativo para passar essa mensagem: ensinar de forma lúdica é o grande segredo para despertarmos o interesse das crianças. Ou seja, usamos elementos da mágica para mostrar a importância da leitura. Conto como aprendi a ler, que foi com um livro de mágico que meu avô meu deu.”

Serviço: Projeto A Magia da Leitura

Data: 19.8 (quinta-feira)

Locais: Escola Classe 19 de Taguatinga, às 10h10, Escola Classe de Vicente Pires, a partir das 14h30 e da Escola Classe 52 de Taguatinga, às 16h

Mais informações: Luciano Monteiro, produtor-executivo: 61-982450978

Assessoria de imprensa: Mais Brasil Comunicação – 9 9117 1078


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *